Falar de educação financeira e empreendedorismo nos remete a um pensamento de ações congruentes e interdependentes. Como ser um empreendedor que não cuida bem do dinheiro?  Um dos indicadores importantes na empresa para tomada de decisões é o resultado financeiro alcançado. Essa pergunta soa com incongruência, pois racionalmente coloca “em jogo” o empreendimento.

Quando pensamos em um empreendedor de sucesso, já imaginamos uma pessoa com educação financeira e que consegue conquistar seus sonhos. O sucesso de um negócio muito depende do comportamento empreendedor do idealizador do empreendimento. Este, quando cuida bem de seu patrimônio e custos, tem maiores chances de vitória. Podemos imaginar vários exemplos de pessoas que se constrói grande patrimônio, até mesmo quando não se tinha nada. A tendência de um negócio prosperar e ser sustentável aumenta bastante, pois o dinheiro tem a chance de ser reinvestido e multiplicado. Essas pessoas cuidam e respeitam o dinheiro, fazendo dele um multiplicador de seu patrimônio. São vários os benefícios do empreendedor educado financeiramente:

O comportamento de educação financeira praticado pelo empreendedor é replicado na empresa:  a forma trabalho, organização, processos e ações torna-se normativa na empresa, o que garante melhores resultados;

A tendência do negócio frutificar é maior: com organização financeira, evita-se desperdícios e o ganho torna-se maior. Um exemplo dessa organização é a separação do dinheiro pessoal com o da empresa;

Melhor tomada de decisão: os dados financeiros possibilitam melhor tomada de decisão ao negócio,

Educação financeira compartilhada aos colaboradores: treinamento aos colaboradores pela forma de ser e agir, o que é um benefício ao próprio colaborador que usa o exemplo da empresa em sua vida pessoal;

Segurança para novos investimentos: normalmente o empreendedor educado financeiramente possui reserva financeira para fins estratégicos, seja ele de imprevistos ou de soluções.

Você já ouviu falar no ditado que diz “Fulano é rico porque é miserável”? Na realidade, as pessoas educadas financeiramente sabem a importância do dinheiro para realização dos sonhos e alcance autonomia financeira, por isso respeitam o dinheiro. Respeitar o dinheiro significa valorizar seu ganho e saber alocar bem o dinheiro, evitando desperdícios e sempre poupando para os sonhos.

Todo empresário deve ter como um dos sonhos a “independência financeira”, ou seja, fazer com que o dinheiro trabalhe para ele de forma que alcance o momento de trabalhar somente por prazer. Iremos aprofundar um pouco esse tema no próximo artigo.

Do contrário, também existem pessoas com visão empreendedora, porém não conseguem administrar as finanças. Nesse caso, indico que o empreendedor busque ajuda com urgência, pois pode estar colocando em risco todo o seu patrimônio.

A Educação Financeira reflete no crescimento e sustentabilidade de seu negócio, além de agregar valor na sustentabilidade e crescimento de sua vida pessoal e familiar.

Fonte: www.mulheresempreendedoraspi.com.br